INÍCIO

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

UNHAS DE GATA: Esmalte Turquesa-Red e Película de Gatinhos

Esse final de semana eu escolhi um esmalte duocromático (oi?!) para esmaltar as unhas, e fui de Turquesa-Red, da Ludurana, com película de gatinhos! #Meow
Mas que raios é um esmalte duocromático? É um conjunto de duas cores em um mesmo esmalte, que proporciona efeitos de cor base e cor de fundo diferentes, mas que 'casam' entre si, entenderam? Como diz a marca "são duras cores sobrepostas nas suas unhas". Essa Coleção Duochrome, da Ludurana não é nova, e eu tenho algumas cores, que vou mostrando pra vocês aos poucos.
O Turquesa-Red, é um azul, puxado pro lilás com brilhos avermelhados, que nas unhas confere um tom violeta. Quanta informação! Mas é essa a ideia dos duocromáticos.
Como toda a coleção, é muito fácil de passar, usei duas camadas, mas acho que com três ficaria melhor, seca rápido (usei top coat), não forma bolinhas, fácil de limpar os cantinhos, e a durabilidade é a mesma dos esmaltes da marca: mediana. 

Na filha única usei a película cheia de gatinhos da Look das Unhas (compre AQUI). É uma película muito fofa, mas como eu tenho as unhas pequenas, os desenhos mais bonitos acabam ficado de fora... Mas se você olhar com bastante atenção, dá pra ver três gatinhos nas minhas unhas! #Meow

• Resposta da Ludurana sobre os testes em animais: "Não realizamos definitivamente testes em animais durante todas as fases de desenvolvimento, aprovação, fabricação e/ou distribuição da nossa linha completa de produtos. Os testes são feitos em lâminas e em unhas postiças sintéticas." Recebe o selo Cruelty Free.
→ Esse post NÃO é um PUBLIEDITORIAL. Eu comprei o produto. Minha opinião é de consumidora.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

GENTE QUE APOIA O CAT LOVERS DAY

► A Blogateira apoia o CAT LOVERS DAY! ♥ #EuApoio

Evento criado por 3 gateiras brasileiras que se conheceram pelo Twitter e resolveram que, os amantes dos gatos, mereciam um dia para comemorar! O Cat Lovers Day acontece toda última quinta-feira do mês de setembro.
"A ideia surgiu depois do Lingerie Day. A gente se conhecia do Twitter, porque as três gostam de gatos, e pensamos em criar algo com esse tema para também mobilizar a internet", afirmou a jornalista Luísa Pinheiro, coautora do evento com Renata Checha e Renata Corrêa. Segundo Luísa, a princípio os donos apenas mostravam seus bichos, mas a cada ano o projeto dá mais enfoque à conscientização (uma das bandeiras é adotar animais em vez de comprá-los, por exemplo).

Use a hashtag #CatLoversDay e venha comemorar! 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

PAPO DE GATEIRA: Toxoplasmose, a Culpa Não é do Gato

A Dra. Gabriela Toledo, Médica Veterinária, presidente da PEA, lançou a campanha 'Toxoplasmose, a Culpa Não é do Gato', quando estava na gestação de seu bebê Gabriel.
Vejo muito desinformação em relação á Toxoplamose e os gatos. Por isso resolvi fazer essa postagem, divulgando essa campanha (que está no site da PEA, veja AQUI), para os leitores do Blogateira. 
Peço que compartilhem (aqui do Blogateira ou do site da PEA) para que as pessoas possam entender, de uma vez por todas, que a culpa NÃO é do gato.

O que é Toxoplasmose:
É uma infecção parasitária causada por um protozoário, o Toxoplasma gondii.
  
O  Mito Sobre O Gato:
Apenas 1% dos gatinhos transmite a toxoplasmose e, para isso, eles precisam estar doentes e, principalmente, na fase de eliminação dos oocistos. O gatinho contrai o toxoplasma quando come carne crua ou mal passada ou, ainda, se ele comer insetos, ratos, lagartixas que contenham cistos do protozoário. É importante saber que adquirir toxoplasmose de gatos é muito raro e o animalzinho não é a principal fonte de transmissão.

Geralmente, o gato que contraiu toxoplasmose, irá eliminar os oocistos (“ovinhos” do toxoplasma) apenas uma única vez e por apenas 15 dias durante toda a sua vida. Esta eliminação ocorre 10 dias após o gatinho ter sido infectado. Para que você se contamine com o toxoplasma, você precisa comer a forma infectante, que nada mais são que os ovinhos germinados presentes nas fezes do gato contaminado. Ou seja, você precisa que as fezes do gato tenham contato com sua boca. E tem mais, as fezes do gato infectado precisam ter contato com sua boca depois de 48 horas que o gato tenha defecado, caso contrário, os “ovinhos não germinam” e o ciclo não se completa!

Vale lembrar que os gatos são animais extremamente limpos. Eles têm o habito de enterrar seus dejetos e se limpar várias vezes ao dia. Estudos mostram que é impossível você contrair toxoplasmose beijando ou acariciando seu gatinho. Portanto, fique tranquila!  Seu gatinho não lhe representa nenhum perigo! Ahhhh, já estava esquecendo, não se contrai toxoplasmose através da lambida, mordida ou arranhões de gato.

Pombos e Outros Animais:
Os pombos também já levaram a culpa de transmitir toxoplasmose. Assim como os pombos, outros animais (rato, coelho, tartaruga, iguana, porquinho da índia etc.)  também são e foram perseguidos! Tanto os pombos como qualquer animal pode transmitir toxoplasmose. Para isso, é necessário que esses animais estejam infectados (com cistos de toxoplasma em seus tecidos corpóreos) e você coma a carne crua ou mal passada desses animais.

Portanto, se você não come pombos crus ou mal passados, fique tranquila, eles não representam nenhum risco de lhe transmitir toxoplasmose.

Como Você Realmente se Infecta:
Agora sim, a parte que ninguém fala, mas que é a mais importante!

As principais formas de contaminação ocorrem pela ingestão de carne crua ou mal passada e pela ingestão de legumes, verduras e frutas mal lavadas.

Não é a toa que a maior concentração de pessoas positivas para toxoplasmose do mundo está em Erechim/RS (onde o consumo de carne de porco é enorme). Depois de Erechim, podemos citar Portugal, onde é extremamente comum o consumo de embutidos.

A OMS estima que 50 a 60% da população mundial adulta está infectada com toxoplasmose. Isso se deve ao fato de terem tido contato com o toxoplasma. Não quer dizer que essas pessoas estão doentes. Elas apenas possuem anticorpos contra a doença. O problema ocorre em pessoas que estão fraquinhas (com o sistema imune deprimido). Nestes casos, os sintomas da toxoplasmose podem aparecer. Em pessoas saudáveis geralmente os sintomas não aparecem ou passam desapercebidos. Outra situação delicada é quando uma mulher nunca teve contato com o toxoplasma (soronegativa para toxoplasmose) e engravida. Principalmente, durante os 3 primeiros meses de gestação, se a mamãe se infectar e não tiver o tratamento adequado, pode ocorrer a transmissão do toxoplasma para o feto, acarretando problemas para ele. Portanto, se você é soropositiva e está grávida, não precisa se preocupar. Agora, se você é soronegativa, basta ter alguns cuidados, como veremos a seguir.
  
Resumindo:
Por aqui já dá para entender que, para uma pessoa se contaminar através do gato, é necessário que o gato esteja realmente doente, eliminando os oocistos, a caixinha de areia esteja suja e sem limpar por, no mínimo 24 horas, e a pessoa mexa nas fezes e depois leve a mão suja à boca, ingerindo assim os oocistos esporulados do toxoplasma. Poxa... isso é um tanto quanto difícil de acontecer com pessoas com o mínimo de higiene, não é mesmo?

Se já sabemos como ocorre a contaminação, fica fácil evitar... Vamos lá:

Cuidados gerais:
- Lave as mãos antes de comer ou beber;
- Lave as mãos após a manipulação de carne e alimentos;
- Não tome leite sem antes fervê-lo;
- Não tome água de origem desconhecida;
- Não coma carne crua ou mal passada e nem verdura, legumes e frutas mal lavados;
- Não coma embutidos não fiscalizados, de procedência duvidosa;
- Use luvas ao limpar a caixa sanitária de gatos e/ou quando for mexer com jardinagem;
- Se você for vegetariano, já não precisa se preocupar com carnes cruas ou mal passadas, mas tenha muita atenção nas frutas, legumes e verduras bem lavadas.

Cuidados com o gatinho:
- Não o alimente com carne crua ou mal passada;
- Limpe a caixa sanitária 2x ao dia;
- Desinfete a caixa sanitária e a pá com água fervendo por 5 minutos diariamente (se o gatinho estiver doente);
- Evite que seu gatinho tenha acesso à rua (assim evita que ele cace ratinhos, baratas, lagartixas ou então que ele coma alimentos duvidosos);
- Mantenha seu gatinho vacinado e vermifugado;
- Leve seu gatinho frequentemente ao veterinário.

Cuidados com outros animais:
- Estoque alimentos e ração adequadamente evitando o acesso de insetos (insetos podem “carregar” o oocisto esporulado até a ração. Se o animal ingerir a ração contaminada ele irá se infectar com o toxoplasma).

Portanto eu Repito em Alto e Bom Tom:
SEJA FELIZ COM SEU GATINHO, ELE DEFINITIVAMENTE NÃO REPRESENTA NENHUM PERIGO PARA VOCÊ, POIS BEIJÁ-LO, ABRAÇÁ-LO, ACARICIÁ-LO, BRINCAR E DORMIR COM ELE NÃO TRANSMITE TOXOPLASMOSE.

Texto de Dra. Gabriela Toledo, Médica Veterinária
CRMV-SP 28.659.
Presidente da PEA: www.pea.org.br.
→ Os direitos desse post, pertencem a PEA.

Uma grande amiga, a Adriana Minzon, está em sua segunda gravidez. Ela possui 10 gatos, e veja na foto abaixo, o resultado do exame para Toxoplasmose:
• E a Adriana, tem um Blog, onde ela fala sobre a sua gravidez, e lá tem o post sobre o exame de Toxoplasmose, veja AQUI! 

• Tem dúvidas? Visite a Página 'Toxoplasmose, a Culpa NÃO é o do Gato'AQUI!

terça-feira, 24 de setembro de 2013

SUSPIROS DA GATEIRA: A Pena e o Tinteiro

► Quando criança, sempre ouvia minha mãe recitar essa poesia e hoje me lembrei dela... Tem um belo significado que trago comigo desde a infância: Sempre precisamos uns dos outros!

A PENA E O TINTEIRO

Uma pena, presumida
De escrever grandes sentenças,
Falava das suas obras
Tão sublimes como extensas.

 "Sem mim, - disse ela ao tinteiro -
Pouca figura farias:
Cheio de um licor imundo,
Sem mim, triste, que serias?"
  
O tinteiro ajoelhado
Vazou toda a tinta fora,
E voltou-se para a pena,
Dizendo-lhe: - "Escreve agora!"

 Assim responde aos ingratos
Muitas vezes a razão:
Muita gente há como a pena,
Como o tinteiro outros são.

Autora: Marquesa de Alorna (1750 - 1839)

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

UNHAS DE GATA: Esmalte Violet e Película da Hello Kitty

E a Primavera chegou! Para celebrar o início da estação mais florida do ano, eu escolhi o esmalte Violet, da Linha Color Block - Ludurana, e a gatinha mais diva de todos os tempos: HELLO KITTY, vem ver!
O nome Violet sugere uma cor violeta certo? Pois é, mas o Violet não é violeta... É um rosa, puxado pro magenta, bem cintilante, com fundo quase neon, sacam? Completamente diferente da imagem de divulgação da marca... É uma cor difícil de agradar a todos, e tem um acabamento acetinado (nem fosco, nem brilhante), que eu particularmente não gosto... Então, quando uso esmaltes dessa linha Color Block, da Ludurana, sempre passo uma cobertura extra brilho, por cima... Quanto a cor, eu levo numa boa! 

Cobriu bem as unhas com duas camadas, seca rápido, não forma bolinhas, e tem uma durabilidade razoável.

Na 'filha única' eu usei uma película Hello Kitty by Look das UnhasÉ uma película preta, com o desenho da Hello Kitty e poás transparentes, ou seja, o desenho fica da cor do esmalte que você passou na unha, legal né?! Deixei enrugar um bocadinho... Mas quase não dá pra perceber!
Compre AQUI.

• Resposta da Ludurana sobre os testes em animais: "Não realizamos definitivamente testes em animais durante todas as fases de desenvolvimento, aprovação, fabricação e/ou distribuição da nossa linha completa de produtos. Os testes são feitos em lâminas e em unhas postiças sintéticas."
Recebe o selo Cruelty Free.
→ Esse post NÃO é um PUBLIEDITORIAL. Eu comprei o produto. Minha opinião é de consumidora.

sábado, 21 de setembro de 2013

VITRINE DA GATEIRA: Loja Virtual Pet Storee

O espaço VITRINE DA GATEIRA, é aquele lugarzinho onde eu conto pra vocês sobre lojas (físicas ou virtuais) que tem aquelas coisinhas lindas de miar, e que a gente fica babando na vitrine! São produtos que eu ainda (frisem bem o AINDA) não comprei, mas que são lindos, e claro, como eu não quero juntar lombrigas sozinha, eu venho aqui compartilhar a vontade com vocês! rsrs

No VITRINE DA GATEIRA, eu mostro lojas que conheci em minhas navegações na Internet. Deixo claro que nenhuma loja me pediu para postar algo, se eu postei, é porque gostei. Geralmente as lojas ficam sabendo do post depois que eu já publiquei.

E hoje eu apresento à vocês a loja virtual PET STOREE, uma loja para quem é apaixonado por animais, vem ver! ;)

Escolhi 3 produtos (foi difícil escolher, é tudo lindo!) para mostrar pra vocês, mas na loja tem muito mais! É uma infinidade de coisinhas lindas de miar, que deixa qualquer pet lover maluquinho! 

Colar Gatinho Infinito: É um colar dourado, com o símbolo do infinito em pedrinhas e um gatinho muito charmoso, dando um toque especial! Preço: R$ 45,99. Seu amor por seu gatinho é infinito? Então, vem ver esse colar, AQUI.
Imagem de propriedade da PET STOREE.

Camiseta Gateira Assumida: Quando vi essa camiseta, me identifiquei de imediato, por que será?! haha 
É uma camiseta para as gateiras assumidas, e que amam demostrar seu amor pelos bichanos! Cheia de gatinhos coloridos e com a frase 'Gateira Assumida'. Preço R$ 43,99. Você também é uma gateira assumida? Então, vem ver essa camiseta maravilhosa AQUI.
Imagem de propriedade da PET STOREE.
Relógio Dois Gatinhos Com Pulseira Dourada: Esse relógio é um luxo! Pedrinhas brilhante em toda a volta, e os gatinhos ao centro para dar aquele charme, que toda gateira adora! Preço R$ 45,99. Não quer perder a hora de brincar com seu gatinho? Então, vem ver esse relógio lindo AQUI.
Imagem de propriedade da PET STOREE.
- Preços no site da loja PET STOREE na data da publicação do post. Pode sofrer alterações. Frete não incluso nos preços.

Escolhi esses itens, mas na loja virtual PET STOREE tem muito mais! Quer conhecer? Então, clica AQUI!

► Página da PET STOREE no Facebook, AQUI.
→ Lembrando que eu ainda não realizei compras na loja PET STOREE, apenas conheço a loja por sua Página no Facebook, e achei os produtos muito bonitos. Se você quer saber mais sobre a loja, política de compra e sobre os produtos, acesse o site da loja virtual PET STOREE, AQUI.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

GENTE QUE TEM UM SOFÁ 'GATOMIZADO'

► Porque os gatos são mestres em customização, ou melhor 'gatomização', de sofás!

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

PAPO DE GATEIRA: Esporotricose

Tenho visto nas redes sociais uma grande circulação de informações sobre a Esporotricose. Mas, infelizmente, muitas mentiras estão circulando também... Por isso, fui até o portal Medicina Felina, buscar mais informações, já que eu acho o portal Medicina Felina muito sério e coerente em suas publicações. Encontrei esse ótimo post da Dra. Laila Massad Ribas, falando sobre a Esporotricose e compartilho com vocês! 

"A esporotricose é uma doença causada por uma levedura (fungo) chamada Sporothrix Schenckii e é considerada uma zoonose, ou seja, transmite dos animais ao homem.
O fungo encontra-se na natureza e pessoas que trabalham com a terra, como floricultores, mineiros, jardineiros e pedreiros são mais predispostos a contrair a doença. Os veterinários também têm mais predisposição devido ao contato direto com animais.
Regiões tropicais e sub-tropicais apresentam maior numero de casos de esporotricose, pois o fungo precisa de altas temperaturas e umidade para se replicar.

TRANSMISSÃO:
O fungo penetra na pele através de uma inoculação, seja acidental ou traumática. No caso de contaminação pela terra um pequeno ferimento na pele é suficiente para que ocorra essa inoculação. No caso dos animais, o fungo fica sob as unhas e região de boca e nariz e um pequeno arranhão ou mordedura também é suficiente para que o Sporothrix seja inoculado na pele.
Além do gato, os cães e os coelhos também podem transmitir a doença por arranhadura e esses animais não precisam estar potencialmente doentes para transmitir. Além disso, a transmissão ocorre entre os animais, principalmente durante as brigas.

SINTOMAS:
Nos gatos as formas cutâneas são as mais comuns, ou seja, é mais comum aparecer lesão na pele, mas outras regiões podem estar acometidas, como mucosas, pulmões, ossos, articulações e sistema nervoso central.
As lesões de pele costumam ser graves, principalmente na região da cabeça e extremidade das patinhas (locais comuns de machucados nas brigas). São feridas que não saram com antibióticos, pomadas ou qualquer outro tratamento convencional e geralmente não causam dor, nem coceira (exceto em casos de infecção secundária por bactérias).
Sintomas de comprometimento sistêmico podem ocorrer, como fraqueza, anorexia e febre.
Nos cães e no homem também ocorre aumento dos linfonodos (gânglios), o que não ocorre com frequência nos felinos.

DIAGNÓSTICO:
O médico veterinário se baseia nas informações ditas pelo proprietário, como histórico de brigas, acesso à rua, moradia em regiões endêmicas, etc, mas são os exames de citologia, cultura de fungos e/ou biópsias das lesões que fecham o diagnóstico.

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL:
Outras doenças que podem causar lesões semelhantes são: alergia alimentar, sarnas e criptococose.

TRATAMENTO:
O tratamento da esporotricose é extremamente demorado, podendo levar meses para atingir a cura da doença. São administrados antifúngicos orais e, em caso de infecções secundárias, antibióticos.

PROGNÓSTICO:
Infelizmente nem todos os animais respondem ao tratamento e deve-se levar em consideração o risco de transmissão dos gatinhos para os proprietários. Muito cuidado com crianças e gestantes na casa de um gato com esporotricose, pois são mais suscetíveis a complicações da doença.
Cuidado com falsos diagnósticos. Somente um médico veterinário munido de exames pode confirmar a doença, portanto não se precipitem. Nem todas as lesões de pele em cabeça são causadas pelo Sporothrix.

EUTANÁSIA:
Essa é uma questão bastante discutida. A eutanásia é uma decisão que só cabe ao proprietário e ele deve estar ciente de duas coisas muito importantes: a esporotricose pode ser transmitida para as pessoas que convivem com aquele gato, mas por outro lado, ela pode ter cura. Com isso as pessoas precisam entender que nem todos os animais devem ser sacrificados, mas que em casos bastante avançados e com sofrimento animal a eutanásia pode ser levada em consideração.

IMPORTANTE:
Você é o responsável pelo seu gato e não pode abandoná-lo na rua caso ele esteja doente (sob as penas da lei de proteção animal).

Essas informações não devem ser interpretadas como forma de diagnóstico. Nunca medique seu gato sem orientação de um veterinário.

Dra. Laila Massad Ribas".

Pessoal, resolvi postar essa matéria no Blogateira, porque eu sei que muitas pessoas que leem o Blogateira não conheciam o Medicina Felina. Além de o texto estar excelente, ainda divulgo o portal Medicina Felina que eu gosto muito!

• Mas lembrem-se: Qualquer dúvida em relação a saúde do seu animal de estimação, PROCURE UM VETERINÁRIO!
→ Os créditos desse post pertencem ao portal Medicina Felina: AQUI.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

RABISCOS DA GATEIRA: É pequenino... Mas preenche todo o coração!

Na vida, quase sempre o que realmente importa, cabe na palma da mão. Só precisamos tomar cuidado para não deixar escapar pelos dedos... Pode ser pequenino, mas preenche todo o coração!

Gisleine Sanches

PASSARELA DA GATEIRA: Moda Animal Face

Quem curte uma estampa de gatinho na blusa, levanta a mão! \o/
A moda 'Animal Face' está cada vez mais em alta, vem ver!
O Animal Print, que são as estampas de peles de bichos, vive no 'ioiô da moda': Hora em alta, hora nem tanto... Mas o Animal Face está chegando cada vez mais forte, e pelo que parece, veio pra ficar! Conquistou homens e mulheres antenados no mundo fashion, e quem não curte andar com o carão de um bichinho fofo estampado na camiseta? Fala sério, eu adoro!
Para os homens eu não diria que os bichinhos são tão fofos assim, bom, depende do ponto de vista... Mas eu acho que 'selvagem' seria o nome mais correto, será? Eu continuo achando fofo! São tigres, onças, leopardos, cães e até tubarão! Deixam um look despojado, casual, porém bem interessante, não há como passar desapercebido!
As mulheres ainda preferem as estampas de gatinhos, cachorrinhos e animais, digamos mais no clima Pet mesmo. Mas tem as que se rendem ao tom mais selvagem da moda Animal Face e arriscam um tigre bem pomposo, por que não?!
Combinando com saia, shorts e calças jeans fica um visual mais moderno e jovem. Mas se você não quer parecer tão teen assim, combinar com calça ou saia de couro ecológico, ou de alfaiataria cria um visual chique-moderno, vale a pena investir na produção!
 E quem pensa que essa moda Animal Face se restringe apenas às camisetas, está muito enganado!
Os acessórios já estão por aí, desfilando todo seu lado "animal" nas ruas.
São bolsas, sacolas e ecobags lindas de miar, compondo um look street, porém, dando um ar sofisticado à produção.
Então gatas e gatos, curtem essa tendência Animal Face? Eu gosto, mas prefiro os gatinhos fofos! #Meow
São muitas carinhas (e carões) de animais soltos por aí! Veja qual faz mais o seu estilo, e SE JOGA! ;)

→ Imagens retiradas da Internet.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

SUSPIROS DA GATEIRA: Lei do Carma ou Causa e Efeito

Mais um texto maravilhoso que venho compartilhar com vocês, meus queridos leitores do Blogateira. Espero que gostem!

Lei do Carma ou Causa e Efeito

Toda ação gera uma força energética que retorna a nós da mesma forma. 
O que semeamos é o que colhemos. É bem conhecido o ditado "você colhe aquilo que semeia". 
Portanto, não há nada de misterioso na lei do carma. 

Obviamente, se desejamos felicidade, precisamos aprender a semear felicidade. 
Carma implica, então, escolha e ação conscientes. Quer você goste ou não, tudo o que está acontecendo neste momento é resultado de escolhas feitas no passado. 

Infelizmente, muitos fazem escolhas inconscientes e por isso, acham que não são escolhas. Mas são.
Se eu o insulto, é provável que você escolha se ofender. Se eu lhe dirijo um cumprimento, é provável que você escolha se sentir grato e envaidecido. Pense bem: é sempre uma escolha.
Toda pessoa constitui, mesmo sendo um escolhedor infinito, um feixe de reflexos condicionados. 
Eles são disparados, constantemente por circunstâncias e por pessoas, resultando em comportamentos previsíveis. 
Essas reações também são escolhas que fazemos a todo momento. 
Simplesmente estamos escolhendo inconscientemente.

Se você parar um pouco e começar a observar suas escolhas no momento em que elas ocorrem, mudará esse aspecto de inconsciência. O simples ato de observá-las transfere todo processo do terreno do inconsciente para o do consciente. Escolher e observar conscientemente é muito enriquecedor.
Quando fizer uma escolha, faça uma pergunta a si mesmo: "Quais serão as consequências da escolha que estou fazendo?" "Essa escolha trará felicidade a mim e aos outros ao meu redor?"
A resposta à primeira questão você sentirá em seu coração e saberá imediatamente quais serão as consequências. Quanto a segunda questão, se a resposta for sim, então persista nessa escolha.

Há um mecanismo muito interessante no universo para ajudar a fazer escolhas corretas. Esse mecanismo relaciona-se com as sensações físicas. 
Nosso corpo conhece dois tipos de sensações: uma é a do conforto e a outra é a do desconforto. Imediatamente, antes de fazer uma escolha consciente, observe seu corpo enquanto faz a pergunta "se eu escolher isso, o que acontecerá?"
Se seu corpo enviar uma mensagem de conforto, é a escolha certa.

Para alguns, a mensagem de conforto e desconforto se dá na região do plexo solar (estômago). Para a maioria, no entanto, manifesta-se na área do coração. 
Espere pela resposta, uma resposta física, na forma de sensação, mesmo que seja muito leve... Somente o coração conhece a resposta certa. 

Muita gente acha que o coração é piegas e sentimental. Não é? 
O coração é intuitivo. É holístico. É contextual. É relacional. Não se orienta por perdas e ganhos. 
Ele esta conectado ao computador cósmico que leva tudo em conta.
Às vezes, pode até parecer irracional, mas o coração tem uma capacidade mais apurada e muito mais precisa de processar dados do que qualquer outra coisa que exista nos limites do pensamento racional. 

→ Deepak Chopra.

Está com alguma dúvida sobre qual direção escolher? Pergunte ao seu coração, ele tem todas as respostas! ♥

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

PAPO DE GATEIRA: Conheça Algumas Raças De Gatos

Eu AMO um vira-lata, todos os meus 5 gatos são SRD de carteirinha, mas existem atualmente mais de 200 raças de gatos, distintas entre si pelo tamanho, tipo e cor de pelagem, temperamento, entre outras características. Vou falar de algumas, as mais conhecidas. 
Quer saber mais sobre algumas raças de gatos? Vem ver!

► Clique nas imagens para ver  em tamanho maior.

ABISSÍNIO:
De origem indiana, o Abissínio é um gato ativo, ágil, independente, tímido e inteligente. O Abissínio aprende com facilidade, é muito curioso e sociável com pessoas e também com outros animais.
A marcação da pelagem do Abissínio, denominada ticking, apresenta faixas mais escuras ao longo dos pelos, dando a impressão de uma pelagem "rajada". Gosta e precisa de exercício diário, seja fora de casa ou até mesmo em espaços menores, desde que possa exercitar-se regularmente.
Caso precise permanecer muito tempo em ambientes pequenos, é extremamente recomendável que possa interagir e brincar com outros gatos, pessoas e até mesmo com outros animais.

• AMERICAN SHORTHAIR:
O American Shorthair é uma verdadeira raça de trabalho. É conhecida pela sua longevidade, saúde, docilidade com crianças e cães, além da sua beleza e temperamento quieto.
Resistente, esta raça tem seu corpo muito bem proporcionado, forte, ágil, balanceado e simétrico. Seu corpo é mais comprido do que alto, de tamanho médio para grande. As fêmeas devem ser menos robustas em todos os aspectos. Os olhos do American Shorthair são grandes e amendoados, brilhantes e alerta. Os cantos externos dos olhos são levemente mais altos que os cantos internos.
A pelagem do American Shorthair é curta, e de textura dura. A pelagem é densa o suficiente para proteção do tempo, frio e cortes superficiais na pele.

ANGORÁ:
O Angorá (Angorá Turco) é provavelmente uma das raças de gato mais antigas. Proveniente da região de Ancara, na Turquia, a raça é conhecida na Europa desde o início do século XVII.
O Angorá é um gato dócil, brincalhão e amistoso. Gosta de companhia e costuma ser muito apegado ao dono. É um gato inteligente e carinhoso. Possuem tamanho médio, são muito elegantes, e apresentam uma linda pelagem semi longa. As cores aceitas além do branco são o preto, azul, tricolor e escama de tartaruga.
As únicas cores não aceitas para o gato Angorá são as que demonstram um eventual cruzamento com gatos siameses.

BENGAL:
O Bengal é uma raça relativamente recente, descendente direto do leopardo asiático, ou gato-leopardo. O leopardo asiático é um gato selvagem encontrado principalmente no sudeste da Ásia.
Bengal, ou ainda Gato de Bengala, é um gato de tamanho médio a grande, musculoso, robusto, apresentando formato de corpo alongado. Sua cabeça é relativamente grande, ligeiramente mais longa do que larga e com contornos arredondados.
As orelhas têm tamanho pequeno, são arredondadas na ponta e pontiagudas. Os são grandes, ligeiramente oblíquos e tem formato ovalado.
A cauda do Bengal apresenta comprimento médio, larga na base, afilando em direção a ponta. Possui pelagem curta, muito macia, abundante, brilhante e sedosa.

BRAZILIAN SHORTHAIR:
O Brazilian Shorthair, ou Pelo Curto Brasileiro é a primeira raça de gato brasileira a ser reconhecida pela WCF (World Cat Federation).
A raça foi criada no Brasil através do cruzamento entre as raças de pelo curto trazidas por imigrantes europeus, desenvolvendo o seu próprio padrão. O corpo do Brazilian Shorthair é de tamanho médio, bem proporcionado, musculoso e elegante. O pelo da raça é curto, brilhante e bem assentado ao corpo. Apresenta textura sedosa e não possui sub-pelo.  A cabeça do Brazilian Shorthair tem tamanho médio, as orelhas são largas na base e os olhos são grandes, redondos, com coloração correspondente a cor da pelagem.

BRITISH SHORTHAIR:
O British Shorthair, ou Pelo Curto Inglês, é provavelmente a mais antiga raça de gato de toda a Inglaterra.
É um excelente companheiro para a família. É um gato tímido, amistoso e afetuoso.
Um gato elegante, compacto, bem balanceado. Prefere estar no chão, e não tem entre suas especialidades a velocidade, ou a agilidade. A cabeça do British Shorthair é arredondada, com bom espaço entre as orelhas.
O British Shorthair é uma raça de desenvolvimento lento. As fêmeas devem ser menos robustas que os machos em todos os aspectos.
O tamanho é de médio para grande, os olhos são grandes, redondos e bem abertos. Sua pelagem é curta, muito densa, rente ao corpo, e firme ao toque.

BURMESE:
Esta raça de gato é originária da Tailândia e de Burma (Myanmar), sudeste do continente asiático. Os primeiros exemplares da raça Burmese foram levados para a América à partir de 1930.
Inteligente, de médio porte, com pelagem curta e sedosa. É, sem dúvida, um gato muito sociável, dócil com humanos e gosta de permanecer na companhia do seu dono. 
Se adapta facilmente dentro de casa e a proximidade com a família o torna mais apegado e carinhoso. É um gato brincalhão, costuma se dar muito bem com crianças e cachorros.
Os olhos do Burmese apresentam coloração em tom de amarelo ou ouro. Seu miado é parecido com o do gato Siamês, porém mais doce e suave.
Sua pelagem é brilhante e sedosa. A coloração era originalmente marrom-escuro (zibelina), mas anos de cruzamentos seletivos produziram uma grande variedade de cores.

CHARTREUX:
O Chartreux é uma raça francesa de médio porte e pelagem curta. 
É conhecido por seu temperamento calmo e pela docilidade. É bastante carinhoso, brincalhão, muito apegado a família, tolerante e sociável.
Um gato silencioso, quase não mia, e ronrona o tempo todo. Costuma se adaptar com facilidade e é muito tolerante. É um gato sensível, gosta de lugares calmos e sente a ausência do dono.
Apresentam pelagem curta, macia e brilhante. É um gato forte, ativo, que gosta e precisa de espaço para brincar.

CORNISH REX:
O Cornish Rex é gato afetuoso e apegado ao dono. Não é um gato tímido, nem mesmo com estranhos. Gosta de estar sempre por perto e é considerado um gato extremamente ativo.
É um gato muito curioso, aventureiro e inteligente. Gosta de correr, fazer acrobacias e brincar com outros gatos. É uma excelente companhia para as crianças e outros animais de estimação.
O corpo do Cornish Rex tem formato alongado, de tamanho médio. A pelagem ondulada é bastante fina, sedosa, o que sugere ser um gato que vive melhor em ambientes internos do que fora de casa.

EGYPTIAN MAU:
O Egyptian Mau ou Mau Egípcio é uma raça antiga. É um gato de tamanho médio, pelagem curta, muito elegante, rápido e musculoso. A origem da raça é incerta, porém acredita-se que o Egyptian Mau seja descendente de gatos selvagens africanos.
É um gato independente, inteligente e muito apegado ao dono. Ainda em relação ao temperamento, a raça de gato Egyptian Mau é bastante territorial e não costuma aceitar animais e pessoas estranhas com facilidade.

EUROPEAN SHRTHAIR:
Originalmente criado na Suécia, o European Shorthair, ou Gato de Pelo Curto Europeu é uma raça recente, desenvolvida à partir de gatos domésticos europeus.
São fortes, musculosos, geralmente ativos. Costumam ser sociáveis com outros gatos e toleram cachorros muito bem. O European Shorthair é um gato de médio porte, possui pelagem densa, curta e brilhante. A cor dos olhos deve acompanhar a cor da pelagem, e pode ser em tons de amarelo, verde ou laranja.

EXÓTICO:
O Exótico é um charmoso gato de tamanho grande, muito parecido com o persa, mas de pelo curto.
Um gato de boa musculatura, sem evidência de obesidade.
Os olhos do Exótico são grandes, redondos, de cor brilhante, e cheios. São nivelados e distantes entre si, tornando sua expressão muito doce.
O Exótico é um excelente gato de companhia. É muito amigável, brincalhão, carinhoso, e gosta de estar sempre por perto. Mesmo depois de adulto o exótico vai continuar brincalhão e cheio de vida.

HIMALAIO:
A raça Himalaio foi criada à partir do cruzamento entre o Persa e o Siamês.
É um gato de tamanho médio, pelagem longa, com tipo físico idêntico ao persa, com exceção dos olhos azuis e da coloração da pelagem.
Tem formato de corpo arredondado e patas curtas.
Muito inteligente, a raça Himalaio possui temperamento doce e afetuoso. Em geral muito sociável, é considerado um excelente companheiro para ambientes internos.
O Himalaio é uma raça gentil, calma, e assim como o Siamês, adora brincar.

MAINE COON:
Originalmente um gato de trabalho, o Maine Coon é resistente, rústico, capaz de suportar as intempéries. Seu pelo é macio e seu corpo muito bem proporcionado, de aparência retangular e balanceada, sem partes exageradas em tamanho.
O Maine Coon é musculoso, de tamanho grande. As fêmeas, geralmente são menores que os machos.
Os olhos da raça são grandes e expressivos. As cores dos olhos são verdes ou douradas.
É um gato de fácil adaptação, e essencialmente muito amigável. Sua pelagem é sedosa, caindo levemente. É curta nos ombros e mais longa na região do estômago.

MANX
O Manx é uma raça de gato sem cauda, isso ocorre por causa de uma mutação natural da coluna vertebral. Esta mutação reduz a cauda, ​​resultando numa diminuição no comprimento da cauda do normal para sem cauda. Muitos gatos Manx têm um "esboço" de uma pequena cauda, ​​mas os gatos Manx são mais conhecidos como sendo totalmente sem cauda e é a característica distintiva da raça.
Manx é conhecido há muitos séculos e sua origem e seu aparecimento foi na Ilha de Man, daí o nome Manx. A Ilha de Man adotou o gato Manx como um símbolo de suas origens nativas.
A personalidade do Manx é de um gato inteligente, brincalhão e gosta de brincar de buscar objetos lançados. O Manx é sociável, ideal para conviver com a família e crianças. É possível que alguns gatos Manx gostem de água, muitas vezes até mesmo brincam em aguá! Esta característica do gato Manx faz com que seja muito fácil de dar banho em chuveiro. Dócil, amoroso, brincalhão e muito limpinho!

NORUEGUÊS DA FLORESTA:
O Norueguês da Floresta é um gato nativo da região norte da Europa. É um gato forte, de porte grande e conformação similar ao Maine Coon.
É um gato que se adapta bem em regiões muito frias. Sua pelagem externa à prova d'água mantém o corpo protegido da chuva e do vento, enquanto o grosso e lanoso sub-pelo ajuda a manter a temperatura.
Atualmente, a raça de gato Norueguês da Floresta, é muito popular na Noruega, na Suécia e também na França.
O Norueguês da Floresta é um gato desconfiado, cauteloso e independente, que adora ficar em espaços externos. Ao mesmo tempo, é uma raça afetuosa, que aprecia a companhia do dono.

ORIENTAL:
O Oriental é um gato esbelto, de linhas longas, mas muito musculoso. Tem excelente condição física, é forte e magro.
Seu corpo é longo, uma combinação de ossos finos e músculos firmes. Os machos Orientais são proporcionalmente maiores do que as fêmeas. Os olhos do gato Oriental são amendoados, de tamanho médio e de coloração verde.
Gatos Orientais brancos e bi-colores podem ter olhos de coloração azul ou verde.
A pelagem pode apresentar-se curta ou longa. Os exemplares de pelo curto, apresentam pelagem de textura fina, caindo bem rente ao corpo. Já os exemplares de pelagem longa, apresentam pelos de tamanho médio. São finos, sedosos, também caindo rente ao corpo.

PERSA:
Com expressão doce e suave, estrutura óssea pesada, e pelo muito cheio e denso, o que acentua a aparência arrendondada do gato Persa.
A pelagem do gato Persa é longa em todo o corpo, e muito cheia. De textura fina, lisa e cheia de vida.
O Persa é um gato elegante, compacto, bem balanceado, forte, que prefere estar no chão. Não tem entre suas especialidades a velocidade, ou a agilidade.
A cabeça do gato Persa é arredondada, com bom espaço entre as orelhas.

RAGDOLL:
A raça Ragdoll é relativamente recente, sua criação teve inicio na década de 60. Este é, sem dúvida, um dos maiores gatos domésticos. Pode pesar mais de 9 kg.
Possui lindos olhos azuis, pelagem semi-longa, abundante e macia.
É um gato extremamente dócil. O excesso de docilidade faz do Ragdoll um gato que se adapta melhor em ambientes internos, pois livre é indefeso.
O Ragdoll gosta de carinho, é afetuoso e muito apegado ao dono. A raça é inteligente, quieta, gentil e de fácil trato.

SAGRADO DA BIRMÂNIA:
O Sagrado da Birmânia, ou Birmanês, é um gato legendário e misterioso. É grande, de pelagem longa e sedosa. Os olhos do Sagrado da Birmânia são quase redondos, preferencialmente escuros e bem separados, o que dá a face uma expressão muito doce. Os pés devem ser brancos, com quatro luvas perfeitamente simétricas.
A pelagem é de média a longa, de textura sedosa. É um gato gentil, ativo, brincalhão, mas tranquilo. Não pede atenção insistentemente mas é carinhoso e gosta de companhia. O Birmanês é um gato para ficar dentro de casa, pois precisa muito estar junto com a família. Possui temperamento dócil e amistoso.
O Sagrado da Birmânia adora ganhar colo e carinho, e sempre vai fazer o possível para acompanhar os donos por onde eles estiverem.

SAVANNAH:
Os Savannah são gatos muito interessantes, e foram criados a partir da mistura de gatos domésticos com o serval, um gato selvagem africano. O primeiro gato da raça tinha uma mãe da raça siamesa, mas eles precisam apenas de um ancestral serval para serem considerados desta raça. Eles têm uma aparência selvagem, com manchas e listras, mas sua aparência varia de acordo com a raça do gato doméstico usada no cruzamento.
Gatos desta raça são muito grandes, e aqueles da primeira geração (cruzamento direto de um gato selvagem e um comum) podem chegar a pesar 15 quilos. Eles são muito leais, costumam seguir os donos por toda a casa e gostam de brincar de buscar brinquedos, e podem ser facilmente treinados para usar coleiras. Outra característica incomum da raça é o seu amor à água. Eles até mesmo costumam entrar no chuveiro com os donos, e gostam de pular em bacias cheias de água até esvaziá-las. Eles também pulam muito alto, com muita habilidade, podendo pular a alturas maiores que dois metros. Um gato adorável, mas um pouco bagunceiro.

SCOTTISH FOLD:
Conhecido por suas orelhas dobradas para frente e por ter o hábito de dormir de barriga para cima, o Scottish Fold é um gato de porte médio e temperamento amável.
É carinhoso e muito inteligente. A raça apresenta comportamento equilibrado. É um gato brincalhão, porém mia pouco e não é excessivamente agitado.
As orelhas do Scottish Fold são pequenas e podem apresentar uma dobra para frente, característica típica da raça. Os filhotes podem nascer com pelagem curta ou longa e são reconhecidos como exemplares puros da raça Scottish Fold. A pelagem pode apresentar qualquer variedade de cor, incluindo o branco.
De porte médio, os exemplares machos da raça Scottish Fold pesam geralmente de 4 a 6 kg, enquanto as fêmeas pesam de 2,7 a 4 kg, em média.

SIAMÊS:
Talvez o mais antigo dos gatos, o siamês tem tamanho médio, é esbelto, refinado, elegante, magro mas musculoso.
Os exemplares machos da raça de gato Siamês são proporcionalmente maiores do que as fêmeas. O siamês é um gato gracioso, uma distinta combinação de ossos finos e músculos.
É resistente, tem excelente condição física e não é gordo. Os olhos da raça Siamês são amendoados, de tamanho médio. A pelagem é curta e sedosa, muito macia e predominantemente branca.
O gato Siamês é, sem dúvida, muito inteligente, curioso e de natureza amável.

SPHYNX:
Uma raça de gato que tem uma aparência bem diferente do que as pessoas estão acostumadas a ver. Com um visual "sem pelos", o Sphynx também se destaca pelo temperamento amável.
Conhecida ainda como Pelado Canadense, a raça Sphynx é reconhecida internacionalmente desde 1998. Se destaca por ser muito afetuoso, gostar de ser mimado e por preferir permanecer sempre na presença do dono. É um gato que desperta curiosidade por onde quer que passe. A aparência esguia e as rugas ao longo do corpo, são características marcantes da raça Sphynx, assim como os olhos e orelhas grandes.
O Sphynx é um gato ativo, afetuoso, bastante apegado ao dono. É uma raça leal e, sem dúvida muito inteligente. Os gatos da raça Sphynx são sociáveis, dóceis, capazes de brincar sem demonstrarem nenhum traço de agressividade.

→ Esse post é uma pesquisa feita na Internet. Imagens da Internet.